domingo, 28 de junho de 2015

Corrida Rio Sem Preconceito celebra a diversidades e colore copacabana

Primeira edição da prova no Rio de Janeiro tem percursos de 3 e 6km, ocorreu no dia 28/06/2015 teve inicio ás 8 horas com termino da corrida ás 9:30 em Copacabana, e reuniu mais de 3 mil participantes e chama a atenção para luta por mais igualdade entre as pessoas a favor da liberdade de expressão. O CMS Vila do João teve a iniciativa de combater o preconceito e levou alguns usuários do Programa Academia Carioca para essa caminhada do Rio Sem Preconceito, podendo trabalhar também a saúde, bem está físico, levando nossos usuários ao um dia de lazer. Uma de nossas usuárias nunca tinha ido antes a Copacabana, ao ver o Cenário lindo da Praia ficou emocionada. - Quando eu chegar em casa vou ligar para`` mainha`` para contar que eu fui em Copacabana e é tudo muito lindo. disse Ivonete de Souza usuária do Programa Academia Carioca. O Gerente do CMS Vila do João ( Henrique Mendes ) levou para essa caminha o seu filho Enzo de apenas 1 ano e 4 meses para começar desde pequeno a não ter preconceito.  A partir desta caminhada a unidade oficializa uma equipe de caminhada e corrida.

Participantes da Caminhada e Corrida Rio Sem Preconceito.  Kelly Braga ( Agente Comunitário de Saúde) , Vivian Jorge ( Agente Comunitários de Saúde ), Jussara ( Agente Comunitário de Saúde ), Diego Souza ( Educador Físico Programa Academia Carioca do NASF ), Fabiana Lima ( Agente Comunitário de Saúde ), Henrique Mendes ( Gerente Do CMS Vila do João ), Ivonete Souza ( Paciente do CMS Vila do João ), Humberto Soares ( Paciente do CMS Vila do João ), Antônio Magalhães ( Paciente do CMS Vila do João ), Lúcia Elizabeth ( Paciente do CMS Vila do João ), Eliza Amélia ( Paciente do CMS Vila do João ), Maria José Silva ( Paciente do CMS Vila do João ), Maria José Pinto ( Paciente do CMS Vila do João), Maria José Correa ( Paciente do CMS Vila do João ), Severina Maria ( Paciente do CMS Vila do João ), Elidia ( Paciente do CMS Vila do João ), Maria de Lourdes ( Paciente do CMS Vila do João ), Eliane ( Paciente do CMS Vila do João ),
Marta Janete ( Paciente do CMS Vila do João ) e Eloisa ( Paciente do CMS Vila do João ).

Equipe de Corrida e Caminhada do CMS Vila do João.


 
 
 
Equipe de Agente Comunitário de Saúde
 

Pausa para Self
 

Gerente Henrique Mendes Caminhando com a família.


Saúde e Lazer



terça-feira, 23 de junho de 2015

3º encontro com o Grupo de Adolescentes

O CMS Vila do João em parceria com a Escola Municipal Professor Josué de Castro vem realizando quinzenalmente encontro com adolescentes para debate de diversos temas escolhidos pelos adolescentes do grupo. Nesse terceiro encontro foi trabalhado com o grupo regras para participação do grupo e os temas a ser abordado, o tema escolhido para o próximo encontro foi Racismo. O grupo Acontece na Escola Municipal Professor Josué de Castro com os próprios alunos adolescentes. O intuito do grupo e tirar duvidas dos adolescentes trabalhando temas abordados por eles.



Reunião com o Grupo de adolescentes.




O Grupo de adolescentes trabalhando questões do tema abordado.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Diga Não ao Tabagismo

Na semana do tabagismo o grupo realizou uma gincana com jogo de perguntas e respostas para os participantes presente. Todas as questões voltadas para a redução do tabagismo, com intuito de trabalhar não uso do cigarro. O grupo de Tabagismo que acontece no Centro Municipal de Saúde Vila do João é aberto ao público para pessoas que deseja parar de fumar, para se inscrever ao grupo basta procurar seu Agente Comunitário de Saúde.



Paciente jogando o dado para sortear o número da sua pergunta.


Grupo de tabagismo ouvindo as repostas de um dos profissionais responsável
do  grupo de tabagismo.


Terapeuta ocupacional falando de curiosidades referente ao cigarro que vem prejudicar
a vida humana, Enfermeira Sabrina com um cartaz falando sobre as substancias do tabagismo, Dentista Felipe.


Dentista Felipe Fernandes respondendo a pergunta do paciente do grupo de tabagismo.


segunda-feira, 15 de junho de 2015

Justiça Itinerante Volta ao Conjunto Esperança para Realização de Novos Casamentos

Justiça Itinerante volta ao Conjunto Esperança após ter feito uma Ação Social promovendo casamentos e de realização de segunda via de documentos, como a demanda de pessoas foi muito grande a Justiça Itinerante junto com o CMS Vila do João e CPO resolveram fazer uma nova ação que ocorreu no dia 10/06/2015 de 8h ás 15h, na associação dos moradores. Realizando mais de 100 casamentos. O evento promoveu os seguintes benefícios. 

- Alistamento Militar
- Identidade
- Carteira de Trabalho
- Atendimento Psicológico Infantil
- Vacina Contra Gripe
- distribuição de preservativos
- Vacina HPV
- Casamento
- Certidão de Nascimento 
- Certidão de Casamento
- Certidão de óbito
- Guarda ou Tutela de Criança ou de adolescente
- Interdição de deficiente ou de incapaz por idade ou doença
- Divórcio amigável
- Incluir nome do pai ou da mãe na certidão dos filho

Casamento

Agente comunitária de saúde Claudia Maria, Auxiliar de saúde bucal Adriana,
Apoiadora Camila

Vacinação de Gripe e HPV.



Casal após o casamento

Equipe de saúde bucal

2º via de documentos









GRUPO DE REDUÇÃO DE DANOS TEM COMO PREMISSA O FOCO NO INDIVIDUO E NÃO NA DROGA

A estruturação de uma sociedade totalmente sem drogas é impossível!
A história mostra que as sociedades humanas sempre conviveram com o uso de algum tipo de droga. Para viver em um coletivo totalmente sem drogas, teríamos de pensar na eliminação, total, do álcool e do café, entre nós. Mesmo considerando, somente, essas substâncias, a sua exclusão seria impraticável.
Esses argumentos mostram que é mais eficiente e ético, trabalhar no campo da prevenção para reduzir os danos que o uso ABUSIVO das drogas traz aos indivíduos e à sociedade.
A proposta de redução de danos, destinada a diminuir os riscos associados ao uso de drogas é bem diferente das recomendações feitas pelos defensores de um mundo sem drogas, centradas na repressão. Neste sentido, a Redução de Danos se refere às políticas, programas e práticas que visam primeiramente reduzir as consequências adversas para o sujeito que faz uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas, sem necessariamente reduzir o seu consumo.
As intervenções de Redução de Danos para drogas são baseadas num forte compromisso com a saúde pública e os direitos humanos. Com base em tal processo, em Dezembro de 2014, iniciamos as discussões sobre o tema no CMS Vila do João com diversos profissionais que atuam na atenção básica (Agentes comunitários, técnicos de enfermagem, dentistas, ASB, Psicóloga do Nasf, enfermeiros, Médica...), para que juntos pudéssemos dar início ao grupo de Redução de Danos, com apoio da Organização Social Viva Rio. O grupo, é aberto para os territórios do CMS Vila do João, acontece semanalmente na unidade de saúde e no território, com ações focadas para o cuidado do individuo, respeitado sua singularidade e o reconhecimento territorial, de informações coletadas a partir das rodas de conversa que ocorrem semanalmente.
Um dos principais objetivos do grupo é oferecer acesso à população, principalmente para o individuo que não consegue ‘conectar’ a unidade de saúde. Neste sentido, o grupo acontece no CMS VILA DO JOÃO TODAS AS QUARTAS - FEIRAS ÀS 14 HORAS E NO TERRITÓRIO  (Com ações de busca ativa, sala de espera, acolhimento, articulação intersetorial...) com uma equipe itinerante, captando os que não conseguem acessar a unidade de saúde. Contamos ainda com a chegada de novos profissionais do NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família), como: Terapeuta ocupacional, Educador Físico, Nutricionista, Fisioterapeuta, Assistente Social e mais dois Psicólogos.



Grupo de Redução de Danos
            Imagem preservada

Psicologa Erica, imagem dos usuários preservadas.

Dentista Sandra, imagem dos usuários preservadas.

 Imagem dos usuários preservada, Dr Graciela, Fisioterapeuta Hilton,
Auxiliar de Saúde Bucal Luciene.

Dr Graciela Pagliaro, Dentista Sandra Zamagna, Terapeuta Ocupacional Bruna Esteves, Psicologa Erica,Agente de Saúde Fabiana Lima
                 Imagem dos usuários preservada.

Café para o Grupo de Redução de Danos


Rio Contra Dengue



DIREITOS HUMANOS



PARA REFLETIR: